Alojamento de Sites e Registo de Domínios
Poesia:"As coisas que perseguia"
Poesia:"As coisas que perseguia"

As coisas que perseguia

 

 

 

 

Já dias passaram lentos

– noutros tempos.

Já ocasos entristeceram

as águas menos mansas

e empobreceram o todo negro.

 

Sigo pela estrada

e na curva do fim do mundo tento e espero

reconstruir a vida e partir deste lugar severo.

Que se alarguem as estradas,

que pereçam ou se pareçam os sonhos,

os demônios e os mais estranhos.

Rating: 2.5/5 (106 votos)

ONLINE
1







Total de visitas: 23971